CHEGA DE ASMA

Eu nunca havia me preocupado muito com as questões respiratórias, eventuais problemas, doenças e dificuldades, até que tive os meus filhos. O tempo seco desses últimos muitos dias me deixou bastante alerta e preocupada, principalmente quando notei que a baixa umidade do ar que estávamos respirando aqui em São Paulo acabou comprometendo narizinhos e garganta dos meus filhos. As recomendações foram dadas pela pediatra das crianças, entrei em contato com ela e recebi as informação de que seria importante umidificar as vias aéreas respiratórias , principalmente através de umidificadores e inaladores. Soluções simples e que trouxeram bons resultados!

Esses probleminhas são eventuais e consequentes do tempo seco, mas além disso vocês sabiam que 20 milhões de brasileiros sofrem de asma? Para quem não sabe, asma é uma doença inflamatória crônica, que atinge as vias aéreas e está relacionada a fatores ambientais e genéticos. A doença pode surgir em qualquer idade, mas normalmente os sintomas começam na infância. Os principais são: falta de ar, chiado, tosse e aperto no peito, que surgem como consequência de inflamação nos brônquios em pessoas com predisposição. A asma pode ser leve, moderada ou grave.

Há um dado alarmante: de acordo com o Ministério da Saúde, só em 2011, a asma levou mais de 179 mil pacientes a hospitalizações. Essa situação se agrava no inverno, quando temos baixas temperaturas, clima seco (como estava ultimamente!) e com a poluição do ar. Além da perda social (crianças perdem aulas e adultos, dias de trabalho), a asma também é responsável por R$ 95 milhões em gastos com a saúde pública e 779 mortes entre março de 2011 e março de 2012.

As diretrizes para a asma da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, publicadas em maio de 2012, reforçam a importância da adesão ao tratamento, uma dificuldade recorrente para os pacientes. Mas, temos uma boa notícia! A partir de agora, essas pessoas podem respirar aliviadas, pois novos tratamentos estão disponíveis gratuitamente no Sistema Público de Saúde.

Desde junho de 2012, o Governo Federal passou a oferecer gratuitamente novas opções de medicamentos para asma, o que ajuda a aumentar a adesão do paciente ao tratamento da crise asmática, com segurança e eficácia. Para conseguir os medicamentos, é simples: procure seu médico.

O medicamento é fornecido nas Farmácias Populares e na rede Aqui tem Farmácia Popular, mediante apresentação da receita e da identidade. Qualquer pessoa pode se beneficiar, sem restrição de idade ou classe social.

Para mais informações, acessem o blog Chega de Asma.

(Esse post é um publieditorial).

 

Dê sua opinião também » 2 já comentaram.


  • Juliagscosta

    Oi, Camila! Geralmente os publieditoriais me incomodam um pouco, mas este eu achei MEGA válido!! Porque meu irmão tem asma – hoje ele tem 28 anos e há anos não tem crise – e passou maus bocados na infância! Naquela época, as pessoas tinham menos informações do que temos agora é importante que elas sejam mesmo divulgadas!! :) Luquinha ainda tem 9 meses, mas já fico de olho sempre que ele fica gripadinho! Logo começo a nebulização só com soro, levanto a cabeceira do berço e vou dando meu jeitinho. :) Um beijo para vc e para as crianças!! 

    http://www.lulueeu.blogspot.com 

  • Equipe Babycub

    Muito bom saber disso! Fiz tratamento de asma com remédio homeopáticos, mesmo assim ainda tenho crises no inverno! Adorei o post!